A caminho da sétima...

04 agosto 2009



Apercebi-me agora que esqueci-me de colocar aqui no blog que mudei de casa à 2 meses, o que significa que já vai em 6 a contagem das mudanças de estaminé cá pelas Holandas, em relação a este post. É verdade, estou desde à 2 meses a partilhar a casa com um Inglês e como apenas concordamos que eu ia lá ficar 3 meses, no final do corrente mês, lá vou ter que eu andar a mudar as trouxas novamente. Mas uma pessoa vai aprendendo.

Algumas dicas:
Cuecas e meias ficam na mala pequena e numa posicao central dentro do quarto. Aqui tambem coloco todos os carregadores (telemovel, maquina fotografica)
- Souvenires (canecas e bonecada) em cima do guarda-fatos para dar cor e alegria ao quarto
- O malao fica aberto para arejar e com aquelas tralhas que convem ter e que sao pouco usadas: lencois e toalhas extras, estojos, livros lidos, capas, papelada da empresa, sacos vazios
- Sapatos e sapatilhas sempre juntos e ordenados juntos 'a janela. Ha que preservar o bom ambiente dentro do quarto ;)
- Roupa suja para 2 sacos do Albert Heijn, onde é decidida uma ordem de prioridade de lavagem.
- Pilhas de roupa separadas: t-shirts, calças, camisolas
- Desodorizante, pasta e escova de dentes e restante items de WC ficam dentro do estojo. Este estojo encontra-se no WC.
- Tripla com os transformadores do telemovel, portátil e máquina fotográfica. Esta tripla apenas se liga quando algum dos transformadores está em uso.

e as duas mais importantes
- Ter sempre um espaco plano e único onde colocam telemovel, relógio, livros, bilhetes, chaves, iPod, mochila. Esta será porventura a maior dica para nao andarem a correr pela casa à procura destas utilidades.
- Se é expectável mudarem de casa, controlem o impulso de comprarem utilidades ou objectos/mobília de conforto. Será mais isso a transportar na próxima mudança, podem já nao precisar disso para onde mudarem e poupam uns trocos.
Acima de tudo, ter a tralha segmentada por funcionalidade e se seguirem sempre o mesmo raciocínio rapidamente habituam-se a este frenesim.

Obviamente que mudar sempre de casa não é o óptimo e estas dicas servem apenas para atenuar o desgaste da mudanca.
Até agora tem havido "quase" sempre motivos racionais para a mudança e tenho-as visto como um processo de aprendizagem e de adaptação às circunstâncias, sítios, pessoas e à nova rotina resultante disso. Não é sempre fácil, especialmente quando se muda para pior...mas mais uma vez, se for visto como temporário há que tentar ver o lado positivo da coisa, e apreciar a singularidade do momento.

Mais dicas, são bem-vindas e tentarei colocá-las em prática já daqui a algumas semanas :)

PS: Não sei se notaram, mas usei acentuacão neste post ;)

4 comentários:

  1. Nuno Nogueira disse...
  2. assim de certeza que me ganhas nas trocas :P

  3. Presépio no Canal disse...
  4. Boa mudança, Pedro :) que trabalheira...é difícil arrendar casa em Den Haag? um estúdio simpático, é complicado de encontrar?
    aqui só uma coisa me chateia: não podemos pôr a renda de casa no IRS como em Portugal...lá, pelo menos, sempre recebemos alguma coisa no fim do ano fiscal...

  5. Pedro Teixeira disse...
  6. Ja tive em dois estudos, mas neste momento a altura e' de incertezas e nao quero ir para um estudio, onde normalmente o periodo minimo 'e de 6 meses, mais a treta das comissoes e depositos.
    Com um pouco de sorte, mudo-me para um apartamento partilhado com 2 jeitosas que saibam cozinhar (:

  7. Presépio no Canal disse...
  8. Boa Sorte, então :)

    Também não gostei da parte de pagar 3 rendas à entrada. Uma foi para o agente da imobiliária, a outra foi a caução, que será devolvida, no caso de sair daqui, e por fim a renda do 1º mês. Dói...em Portugal, só pagamos duas rendas no início.É mais simpático.

    Tudo a correr bem :)e que as incertezas desapareçam depressa.