T-Mobile : : goodbye, so long, farewell

30 setembro 2009



Ainda parece que foi ontem, quando à 14 meses tive o meu primeiro dia de trabalho na T-Mobile. Entrevista marcada durante a manhã com o manager da minha empresa e com o manager do cliente. Ainda hoje não consigo entender como é que o despertador não tocou, o que me fez chegar 2 horas atrasado e consequentemente adiar a reunião de apresentação. Bom começo, tacharam...sou o Pedro!

Como primeira experiência fora de Portugal as diferenças foram abismais ao que estava habituado, com tudo de bom e mau a elas relacionado. Como o meu caso foi a outros tantos, não sou único a deixar a empresa e ontem foi a fare-well drinks do meu departamento. Ofereceram-me um guarda-chuva e gravata magenta - no comments, sudoku, garrafa de vinho e dois livros de SAS Survival Handbook: For Any Climate, in Any Situation.

Ficam como memórias: a maravilhosa "tripple chocolate cookie", mais conhecida como a friendship cookie; a nuvem negra do avariado sempre a pairar no ar; a troca de emails para os almoços quase diários com "o que parece holandês", a meia portuguesa, a meia holandesa e a sul africana; a bela paisagem humana e a sua competição no protagonismo quando altura da nova colecção; as 8 horas raramente cumpridas; o 517 e 213 da máquina de café, chá, chocolate quente gratuita; a menina do B3; o andar do departamento de marketing, com altura mínima de admissão de 1,75m - sem saltos altos; os cintos na cintura em altura de Verão; aparvalhanços no cube; a falta de stress; convite para bolo quando há festas de despedida, de nascimento de filho, de boas-vindas, de conclusão de projecto, de início de projecto, porque alguém se lembrou, porque estava sol, por tudo e por nada; o acompanhar o crescimento de cabelo até ao fundo das costas de uma rapariga de cara barrada a barro; o conceito de ter reunião com intuito de se marcar a próxima reunião; o almoço convívio de confraternização do núcleo da comunidade portuguesa a trabalhar e passar tempo na T-Mobile; a Bever mesmo ali ao lado; proximidade da estação de comboios; altura em que acordava às 08:55 para ir para o trabalho; a malta fantástica que conheci!

E como última acção neste terminal de trabalho da T-Mobile, clico no botão "Publicar Mensagem" deste post.

5 comentários:

  1. Maia disse...
  2. e os matrecos???

  3. Pedro Teixeira disse...
  4. Ja foi à tanto tempo, que quase estava esquecido. Isso, e o facto de todos os dias logar-me com MaiaL. Pior que um café amargo para começar o dia

  5. Nuno Nogueira disse...
  6. :D

    em grande.

    workar sem stress? quase que nem acredito...

  7. João Carmo disse...
  8. hehe grande Pedro... a comunidade lusa perdeu aqui na T um dos maiores! Então agora vais-te dedicar a 100% ao couch surfing?

  9. Pedro Teixeira disse...
  10. João, ainda ficaram maiores que eu de 1.83m para cima ;)
    Couchsurfing a 100% ainda não. Tenho primeiro que terminar de ler o livro que me ofereceram