Informacao util para viver na Holanda

01 Novembro 2008

Recentemento tenho sido abordado por varios pessoas a pedirem informacoes praticas sobre a vida na Holanda e como foi feita a minha integracao no pais. Obviamente que nem todas as circunstancias sao iguais mas tentarei sumarizar alguns pontos que podem dar uma ideia da vida pela Holanda.

Circunstancias
Quando vim para a Holanda ja tinha contrato de trabalho, portanto ja com a certeza que conseguia pagar as contas do fim do mes.
Nao vim com namorada ou amigos. Vim sozinho e sai com o objectivo de ficar por ca um ano com direito a uma ponderacao no fim deste tempo.

Nota inicial
Muito do texto foi copiado e adaptado do post de uma portuguesa a residir em Amesterdao: http://vidaemamesterdao.blogspot.com/2007/12/estranhamente.html

Alojamento
A possibilidade de nao acertar a primeira 'e grande quando nao se conhece muito bem a cidade e o sistema. No meu caso em quatro meses ja mudei de casa tres vezes mas sempre para melhor. Sempre procurei espacos mobilados pois apenas compensa alugar um apartamento sem mobilia para uma estadia a longo prazo. Dependendo do tamanho do espaco, a renda de um apartamento nao mobilado podera ser menos de 200Eur.

Arranjar espacos a bom preco para apenas uma pessoa nao 'e facil e pela zona de Haia diria que os precos rondam os 750Eur ja com as utilidades (agua, luz, gaz, internet). Para duas pessoas consegue-se T1 ou T2 mobilados por 1000 Eur e tambem ja com todas as despesas incluidas. Para Amsterdao os precos sao mais caros e obviamente existem outras cidades onde os precos sao mais baratos. A logica 'e igual a Portugal. Lisboa mais caro que Porto que por sua vez e' mais caro que Braga.

Se possivel lidar directamente com os particulares sem passar pelas Agencias. A maior parte das agencias fazem-se cobrar de um mes de comissao, ou seja, se o apartamento tiver uma renda de 900Eur, por cortesia terao que pagar este dinheiro 'a agencia.
No meu caso nunca lidei com as agencias mas isso envolve uma leitura de duas ou tres vezes ao dia de alguns sites pois as melhores ofertas evaporam-se em horas.

Gás/agua/electricidad/internet. Paga-se um valor fixo (estimativa) que costuma rondar ate 200Eur para 1 ou 2 pessoas e no final do ano podera existir um acerto.

Aconselho estes tres sites pois estao mais direccionados para os expats e possuem bastantes ofertas de particulares. Uma dica, subscrevam o sistema de feeds para estarem actualizados em tempo real.
http://www.expatriates.com/classifieds/netherlands/rma/
http://www.expatriates.com/classifieds/netherlands/housingavailable/
http://amsterdam.craigslist.org/roo/

Outros
http://www.marktplaats.nl - Site onde se compra e vende tudo. Possui anuncios de particulares.
http://www.funda.nl - Um dos sites de referencia para compra e arrendamento de habitacao.
http://www.wobeco.com/indexa.html - Mais orientado para Den Haag
http://www.remax-netherlands.com - Com versao em Ingles. Um bom site para se ter uma ideia dos precos praticados pela Holanda
http://www.prhousing.nl/?lid=2 - Com versao em Ingles.

Existe tambem a possibilidade de partilhar apartamento com outros profissionais ou estudantes se for o caso. Podera ficar por 500Eur um quarto ja com todas as despesas includas numa zona bem servida de transportes publicos. Uma opcao barata para comecar, enquanto procuram por melhores alternativas.

Ha impostos municipais que poderão ter de suportar, dependendo do contrato. Contem com cerca de 200 euros /ano.

Burocracias:
Há uma paragem obrigatória, sem a qual muita papelada fica parada. Ter um Sofi number (numero de SS e NIF num só). Mas para as autoridades locais darem o Sofi number tem de ser ter morada e contrato de trabalho, o que as vezes se pode tornar um pouco complexo de gerir em termos logísticos. No meu caso, tive o Sofi-Number passados quase 3 meses depois de chegar 'a Holanda e na maior parte dos casos a empresa ajuda com este processo.

Passo seguinte, abrir conta bancaria. A maior parte dos bancos necessita de um Sofi-Number e comprovativo de morada. Encontrei um banco, ABN Amro , que nao precisou do Sofi-number e tem verso Inglesa do site.
Depois, proceder ao registo na Câmara Municipal (quando se tiver casa, claro), dando a conhecer que se esta a viver em determinado sitio (para efeito de pagamento de impostos) e para tudo estar ok, mesmo não sendo obrigatório para nós, convem ir também ao IND (serviços de emigraçao e legalizaçao), depois de já se ter trabalho e caso se fique mais de tres meses. Confesso que nao fui a este servico, mas fica a sugestao.

Salarios:
Muito dificil dar numeros. Depende muito dos anos de experiencia, das empresas por onde se esteve e da area. O salario minimo sao 1.200 euros/mes, o que da na mao cerca de 800 euros. Ja da para ter uma ideia.

Saude:
Ter seguro de saúde é obrigatório.
Há empresas que pagam o seguro aos trabalhadores, outras não. O valor mínimo ronda os 90 euros por mês.
Eventualmente é melhor fazer o cartão europeu de saúde (na Segurança Social) antes de vir e enquanto se nao se estiver a trabalhar, depois tem de se fazer o seguro de saúde normal!

Impostos:
The first bracket: 33.65% on the first € 17,319. This rate comprises 2.50% tax and 31.15% social security contributions.
The second bracket: 41.40% on the next € 13,803. This rate comprises 10.25% tax and 31.15% social security contributions.
The third bracket: 42% on the next € 21,942. This rate consists solely of tax.
The fourth bracket: 52% on the excess. This rate also consists solely of tax.

Para mais informações vejam: http://www.minfin.nl/en/subjects,taxation/income-tax

Existe aqui um beneficio fiscal chamado "30% ruling" que, basicamente pode significar que trabalhadores emigrantes qualificados que sejam uma mais valida para o mercado de trabalho holandes possam receber quase 1/3 do seu ordenado sem quaisquer impostos, aplicando-se ao remanescente os escalões correspondentes, como se não houvesse beneficio. Quase todas as pessoas que conheco tiveram direito a este beneficio o que se torna uma grande ajuda ao final do mes. Por norma as empresas ajudam a tratar da papelada e apenas temos que redigir uma carta em Ingles a requerer este beneficio e actualizar o CV.
Devido a importancia deste topico, posso dar mais informacoes por email.

Transportes/carro
Vou ser sincero. Ainda nao nao tive a necessidade de utilizar carro portanto aconselho a nao o trazerem. A cultura esta direccionada para o uso de transportes publicos como tram, metro, bus ou comboio. Existem poucas bombas de gasolina e os locais para estacionar dentro das cidades sao escassos e por norma pagos. Se a permanência for superior a um ano, a legalização do carro e' obrigatória e cara.
Sinto mais falta do carro quando saio a' noite, mas se sair por Haia posso usar a bicicleta para me movimentar. Se for para Amesterdao tenho comboios quase de hora a hora para Haia. Para Haia ou outra cidade.

Em geral, a rede de comboios e' muito boa e ao contrario de Portugal nao existe apenas uma grande linha de norte a sul. Existe uma autentica grelha de linhas entre as cidades de todos os pontos da Holanda o que aumenta e diversifica as opcoes de viagem entre dois destinos.
Existe um cartao anual que custa 55Eur mas que da descontos de 40% em todas as viagens de comboio que facam. O desconto tambem e' valido para ate quatro acompanhantes. Aconselho a sua compra e uma viagem de ida e volta de 52 minutos por trajecto, 60 kms, entre Haia e Amesterdao fica por 11.00.

De resto, as bicicletas fazem o servico lindamente, so uma questao de habito.

Segundo ja me informaram, a legalizacao do carro, se se fizer nos seis meses apos a chegada ao pais custa o valor da revisao, menos de 200 euros. A este valor acresce o imposto trimestral de circulacao cerca de 100 euros por trimestre mais o seguro 700 euros/anuais.

Custo de vida:
Nao existe tanta oferta de super mercados como em Portugal. A maior cadeia e a mais bem localizada chama-se Albert Heins e no site podem ter uma ideia dos precos praticados. 'E dos mais caros mas tambem o que oferece uma maior diversidade de produtos. Existem mercados tradicionais em determinados locais e dias da semana espalhados pelas varias cidades da Holanda onde os precos sao mais economicos.

Necessidades basicas (comida no supermercado, electricidade, agua e outros) tem normalmente o mesmo preco que em Portugal.
Peixe e alguns legumes se nao forem comprados nos mercados tradicionais sao mais caros que em Portugal e normalmente 'e nestes produtos onde sinto o maior rombo na carteira.

Cultura, luxos (cinemas, teatros, copos, jantares fora, concertos, etc...) - 20 a 30% mais caro.
Alguns exemplos: bilhete de cinema 9Eur; cafe 2Eur; cerveja 2,50Eur; jantar +-15Eur (sem bebidas)

Holanda
E um facto que os holandeses nao sao das pessoas mais hospitaleiras do mundo. Nao sao mal educados nem rudes, apenas pecam por serem excessivamente formais. Conheco varias pessoas que estao aqui a alguns anos e por exemplo nao tem nenhum amigo holandes. Por outro lado isso possibilita que facilmente se arranjem amizades com as diferentes comunidades de expats por ca.

Nas grandes cidades como Amesterdao ou Haia o nivel de Ingles 'e muito alto mas sente-se alguma diferenca quando se viaja para as cidades do interior. Diria que mais que 90% dos holandeses falam Ingles. E bem!

A lingua oficial e' o Holandes (ora nao tivessemos na Holanda) mas nao tenho a necessidade de saber falar Holandes para o meu dia-a-dia. Felizmente o meu idioma de trabalho 'e o Ingles mas se a minha area de formacao fosse por exemplo saude, accao social ou psicologia ja teria que o dominar, ou pelo menos aprender. Nao 'e um idioma nada facil de se aprender pois simplesmente ha sons que em portugues nao existem.
Confesso que nao gosto de linguas portanto a minha opiniao neste assunto e' restricta. Mas como em tudo e' uma questao de necessidade e forca de vontade :)

Alguns sites que podem consultar para a aprendizagem do holandes:
http://www.forbeginners.info/dutch
http://www.learndutch.nu
http://www.happy.demon.nl/dutch

Paginas uteis:
http://mindthisgap.blogspot.com/
http://www.thelocalexpat.com/
http://www.pt.portugal-holanda.nl/default.aspx
http://www.expatax.nl/
https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/nl.html#top
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pa%C3%ADses_Baixos
http://www.denhaag.com/default.asp?id=DOORWAYNEWS-uk
http://www.thelocalexpat.com/


Ultima dica: nada como marcar umas ferias e ver, sentir a vida por ca.

Vou tentando actualizando este guia conforme a minha experiencia pelas Holandas vai amadurecendo. Espero que seja um contributo para os que pouco ou nada sabem acerca da vida por ca.
Comentarios e sugestoes sao vem vindas para ajudar a completar ou corrigir alguma informacao menos correcta.

8 comentários:

  1. Thessa disse...
  2. Olá Pedro,

    Li o teu post no mind da gap e gostei do que li.

    Por isso vim dar uma olhadela no teu blog.

    Também moro na Holanda, mas Amesterdão, há 2 anos.

    É sempre muito engraçado ler histórias e impressões que nós(portugueses) pelos vistos temos em comum sobre a vida de cá. Passamos todos pelas mesmas experiências, podemos é senti-las de forma diferente.

    Vejo que lês o blog de uma amiga minha (daí estar a deixar o meu comentário neste post) o mundo da blogosfera é mesmo pequeno 

    Continua a desfrutar desta tua experiência. Espero que continues a gostar e a maravilhar-te com tudo o que ela te possa trazer tal como eu.

    Boa sorte.

  3. Pedro Teixeira disse...
  4. Ola Thessa,

    Das poucas vezes que fui a Amesterdao fico sempre com uma boa sensacao da energia da cidade e o tempo é sempre pouco para o tanto que posso ver. Aposto que tambem deves ter muitas historias para contar nesses teus 24 meses de experiencia.

    Nao estava a espera de encontrar tantos portugueses pela Holanda, e mesmo assim ainda somos um comunidades estrangeira em minoria.

    Obrigado pela forca e que venham os proximos meses :)

  5. Alex disse...
  6. Boas obrigado pelas informações, eu sou tuga e estou a pensar seriamente em ir para a Holanda viver/trabalhar brevemente.

    Até qualquer dia

  7. lopes disse...
  8. boa noite.
    ja agora gostaria de informar que existe um clube de futebol federado em amsterdam totalmente liderado por portugueses radicados nesta cidade.
    este clube movimenta cerca de 100 atletas sendo na grande maioria portugueses.
    alem do futebol tambem pode encontrar neste espaco uma boa bifana e umas boas biers portuguesas.
    e um espaco a visitar para se ter a ideia das instalacoes ao nosso dispor que fazem inveja a alguns clubes profissionais do nosso pais.
    www.fc_portugal.nl

  9. Alice disse...
  10. Bem Pedro dei com o teu blog por acaso mas gostei do que vi a forma como descreves o que vives por aí.
    Mas ja te adicionei e vou tentar falar ctg pra tirar duvidas e pedir te conselhos.

    Desc a minha invasao ;-)

    Obrigada

  11. ticha disse...
  12. Olá,
    Eu estou de vaigem marcada para o final do ano. Quero ir mais para o norte, para a zona de Leeuwarden ou Groningen.
    No entanto, para além de saber pouco sobre tudo o que tenho de fazer, ainda ando á procura de trabalho.
    A minha área é Design de Interiores, mas há vários anos que trabalho como projectista e não tenho qualquer problema em fazer outra coisa, desde que seja trabalho, por mim, tudo bem.
    Se souberem de alguma coisa, agradecia que me contactassem, até poruq egostava de manter contacto com portugueses depois da minha mudança.
    Obrigado,
    Patricia

  13. ticha disse...
  14. Olá,
    Eu estou de vaigem marcada para o final do ano. Quero ir mais para o norte, para a zona de Leeuwarden ou Groningen.
    No entanto, para além de saber pouco sobre tudo o que tenho de fazer, ainda ando á procura de trabalho.
    A minha área é Design de Interiores, mas há vários anos que trabalho como projectista e não tenho qualquer problema em fazer outra coisa, desde que seja trabalho, por mim, tudo bem.
    Se souberem de alguma coisa, agradecia que me contactassem, até poruq egostava de manter contacto com portugueses depois da minha mudança.
    Obrigado,
    Patricia

  15. Anónimo disse...
  16. Olá, Pedro Teixeira!

    Estou na Holanda desde 2006, vai fazer 5 anos no final deste ano. Ainda ando às voltas para aprender holandês. Gostei do teu BLOG. Gostaria de acrescentar que para um português que venha para a Holanda, se quiser trazer carro, terá de o fazer no espaco dum ano, senão há o pagamento dum imposto que torna muito dispendioso trazer o carro. Eu tinha um carro novo e arrependi-me de não o trazer ou tratar da venda anrte de vir para a Holanda.

    Eu vivo com um holandês, por isso adoro viver na Holanda e não penso voltar a Portugal, excepto de férias. Ainda tenho o meu apartamento em Lisboa, o qual de futuro penso inclusive vendê-lo. É muito aborrecido tratar de 2 casas, especialmente quando uma é noutro Pais.

    Desejos de tudo de bom,
    Fátima Guimarães